Não sei o que queres dizer com glória, disse Alice.
Humpty-Dumpty sorriu, com desprezo. Claro que não, até que eu te diga. Quero dizer "aí tens um belo argumento que te arruma!"
Mas "glória" não significa um belo argumento que te arruma
, objectou Alice.
Quando eu uso uma palavra, disse Humpty-Dumpty, em tom de escárnio, ela significa o que eu decidir que significa, nem mais nem menos.
O problema é, disse Alice, se se pode obrigar as palavras a significar tantas coisas diferentes.
O problema é, disse Humpty-Dumpty, quem manda. Apenas isso.

Lewis Carroll, Alice no país das maravilhas




rascunhos
de
abordagens
(eventualmente)
literárias



GNM


Nasci muito perto do fim dos anos 70. O meu nascimento aconteceu às primeiras horas de um dia gelado de Dezembro, e, desde aí, jamais consegui libertar-me do frio que se fazia sentir naquele dia. A normalidade foi algo que durante toda a vida inconscientemente ansiei, mas sempre recusei. Em criança ela espreitava-me durante a noite, olhando-me do lado de fora da janela. E eu, fingindo não a ver, fechava as cortinas...

De um pedaço de terra...

⊆ quinta-feira, setembro 21, 2006 por GNM | . | ˜ 33 comentários »

De um pedaço de terra perdido no mar
nascem Ecos inesgotáveis. Ecos de
palavras ou rochedos, esquecidos, duros, gastos.

Ecos de Inverno, de Verão, de outras estações
do ano ainda por inventar. Ecos de
amor, ou qualquer coisa parecida
que já tenha sido inventada.

Ecos sem rédeas, transparentes, livres,
que não se importam com regulamento do condomínio.

Ecos de montanhas, Ecos de verdades, ou saudades…
Ecos que estremecem como o mundo, quando
uma mulher de saltos altos dança de cabelos ao vento.

Ah… se eu pudesse mais uma vez ver-te dançar…

Talvez um dia eu abra a janela, grite o teu nome, e te encontre!
Damos as mãos e caminhamos até ao cais,
onde um barco sem casco, nem leme, nem proa,
está à nossa espera para zarpar.

E eu esqueceria todas as cartas que não respondeste.

Mas por agora a janela está fechada.
E eu… talvez me cale.
Mas os Ecos, esses…

Os Ecos erguer-se-ão!


33 respostas a De um pedaço de terra...

  1. A. Says:
    dolorosos e tristes.ecos do passado.








    ...meu bonito Gonçalo Nuno.
  2. MoonLight Says:
    Abre a janela, e deixa-os sair... Libertas-te também.
    Belo... como sempre.
    Bjs de Luz e de Paz
  3. hp Says:
    Olá!

    Foi muito bom encontar mais um poema.

    Todos nós temos ecos, que umas vezes são gritos, outras são dor, saudade, medo, memórias e em alguns dias são apenas silêncio.
    Para mim, hoje, os meus ecos são os demónios do passado. Vieram de mansinho e acentaram arraiais na minha sala... incapaz de os expulsar... limitei-me a fugir.
    Até fujo com classe... mas os ecos perseguem-me! :)

    Obrigada! Por momentos os ecos calaram-se, também eles queriam devorar mais um poema!

    BJ
  4. catarinia Says:
    Já tinha saudades de te ler.
    Um beijo grande!
  5. Joaninha Says:
    Como é possível que traduzas tão bem o que minha alma etá a sentir?
    É fantástico, mas enquanto lia este teu poema ouvi-me, interiormente, a ditá-lo. Obrigada Gonçalo, és realmente genial, ao escreveres o que cada um de nós, leitores, pode sentir. És uma alma muito sensível.
    Aqui vai o meu beijinho.
  6. Paula Raposo Says:
    No comments...as palavras ficam demasiado 'pirosas' depois de ler algo escrito por ti! Reduzo-me à minha insignificância. Muitos beijos, colega de editora! Lololol
  7. .*.Magia.*. Says:
    Os Ecos...erguer-se-ão!
    Dentro de ti!

    Beijocas de Magia
  8. Claudia Perotti Says:
    E que venham todos os teus ecos!
    Bom final de semana!

    Beijinhossssss
  9. Marisela Says:
    Os ecos assuatam. São sombras, ruidos, silêcios gritantes de nós mesmos.

    Ai se eu pudesse...

    Fica um eco de saudade.
    beijinho
  10. Alex Says:
    Faço eco contigo!
    Talvez um dia, também eu abra a janela e grite, o mais alto que conseguir, os meus ecos e as minhas verdades, mesmo sabendo que no meio do meu eco, estremeço o mundo e sobrevivo no meio das palavras.

    Gosto tanto de te ler!
    Tu sabes.

    Gonçalo, gostava de saber a tua opinião. A escrita tem alma feminina e masculina? Fico à espera que me digas o que pensas, a tua opinião é muito válida, e já o é há mais de 1 ano. Porque o tempo passa depressa, as palavras escrevem-se ao sabor e o que eu quero saber é se a alma se manifesta através de uma escrita feminina ou masculina.

    Vens dizer-me?
    BEIJO! Bom fim de semana.
    Já vi que gostaste da surpresa sobre o texto, mudei o "ele" para o "tu". E gostei do resultado.
  11. aflores Says:
    Um abraço do "regressado de férias", que não esqueceu voltar aqui;)
  12. © Piedade Araújo Sol Says:
    Gonçalo

    Tu sabes!!

    Eu não tenho palavras para o Ecos, dos teus Ecos, que se formam noutros Ecos e que farão companhia aos meus Ecos.

    Obrigada!!
  13. Pink Says:
    Quem sabe um dia a janela volta a abrir-se?!

    Gostei imenso deste poema, deste devaneio sem rédeas e sem limites que se propagam pelos ecos.

    Um beijo e bom fim de semana
  14. ≈♥ Nadir ♥≈ Says:
    Ecos silênciosos em mim... a voz da memória...

    Passei e deixei o meu beijo num sopro de bom fim de semana
  15. Anjinha Says:
    Owa :o)

    "Amor, ou qualquer coisa parecida
    Que já tenha sido inventada." gostei desta parte :o)

    Bom fim de semana e um beijinho
  16. A. Says:
    ...por que caminhos andas tu
    Gonçalo Nuno?





    um beijo.
  17. Martuxa Says:
    Talvez... Um dia...
  18. Alexandra Says:
    Como sempre, o melhor de ti próprio!

    Parabéns, continua!

    Bjs e boa semana
  19. Rita Says:
    Gostei muito!
    Beijinhos
  20. Poesia Portuguesa Says:
    Hoje o Poesia faz um ano.
    Um ano inteiro dedicado à Poesia de autores de Blogues, em que tu és também participante.

    Por isso o meu obrigada e o meu abraço ;)

    Poderás ver a publicação nesta página:


    http://portuguesapoesia.blogspot.com/2006_05_01_portuguesapoesia_archive.html
  21. Lis Says:
    Ao poeta(ou sujeito poético para ser mais académica) restam-lhe as memórias e eu diria que já não é pouco...
  22. ≈♥ Nadir ♥≈ Says:
    Um beijo e um desejo que o sorriso seja o sol a brilhar nos teus lábios.
  23. Cláudia Says:
    Lindo! Os ecos fazem lembrar as más memórias que ficam gravadas na nossa vida. São como punhos entalados no nosso coração. Apaixonante essa tua forma de escrever, uma vez mais...
  24. Kita Says:
    E o teu eco, esse, continua a ouvir-se, erguido bem alto! Escreves do fundo da alma...

    Desculpa a minha ausência por aqui. Comecei a estagiar e o tempo é cada vez mais escasso. Mas vou tentando aparecer. Até porque ler-te faz-me bem à alma... :)

    Deixo-te um beijinho.

    Kita
  25. mnemosyne Says:
    Magnifico este poema !!
    Há ecos que são como cristais, outros como rochedos que rasgam as linhas do pensamento. De repente da calma faz-se o vento...onde estou quando não estou no teu gozo incluído? O eco responde...és tu o meu exilio.
  26. BlueShell Says:
    Oa ecos....são realmente livres, mesmo!

    beijo com saudades!
    Bshell
  27. Lua Obscura Says:
    Sempre forte!
  28. Angela Says:
    Amor... Lembranças... Saudades...
    Tudo expresso com tanta beleza e intensidade!

    Adorei este poema.
    Terei de te ler mais!

    Beijinhos.
  29. Silvia Says:
    "...abriste a janela e voaste."
  30. dreams Says:
    são ecos de uma vida,
    ecos de amor...
    que soam e ressoam...
    como as palavras que jamais te direi...

    um beijo doce *
    “·.¸Dreams¸.·”
  31. ≈♥ Nadir ♥≈ Says:
    ….(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)
    ….(¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)
    ......d88888bd888b.
    .....d8888888888888B.
    .....888888P`Y8888P.
    .....Y888888.....( , \_.
    ....,_Y88(.................)....*Passo para te ler...
    ....Y888888b.......__\..
    .....“8“888P........(_.... para saber como estás...
    .............|.....----“..
    ...........~;~~\~..... * Para te deixar um beijo
    ............=......\....
    ..........(_._).....\.....
    ...........|=|........\...
    ....._.../|..|..........\....
    ..../_\/..|..|..........|.
    ...,.-“---/_/--------“---.....
    ...`-.,_________,.--“..
    ..........|......|.|........
    ..........|___|.|...
    ..........|___|.|............ e desejo bom domingo!!!!
    (`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)
    «`“•.¸.♥ Nadir ♥ ¸.•“´»
    (¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)
  32. gato_escaldado Says:
    Que os Ecos se ergam e se façam Voz...

    abraços
  33. Betty Branco Martins Says:
    Olá GNM

    Estou de volta!!!

    Obrigada pela tua visita. Passarei mais tarde para te ler. Agora estou só nas visitas

    Beijinhos com um :)

= Leave a Reply