Não sei o que queres dizer com glória, disse Alice.
Humpty-Dumpty sorriu, com desprezo. Claro que não, até que eu te diga. Quero dizer "aí tens um belo argumento que te arruma!"
Mas "glória" não significa um belo argumento que te arruma
, objectou Alice.
Quando eu uso uma palavra, disse Humpty-Dumpty, em tom de escárnio, ela significa o que eu decidir que significa, nem mais nem menos.
O problema é, disse Alice, se se pode obrigar as palavras a significar tantas coisas diferentes.
O problema é, disse Humpty-Dumpty, quem manda. Apenas isso.

Lewis Carroll, Alice no país das maravilhas




rascunhos
de
abordagens
(eventualmente)
literárias



GNM


Nasci muito perto do fim dos anos 70. O meu nascimento aconteceu às primeiras horas de um dia gelado de Dezembro, e, desde aí, jamais consegui libertar-me do frio que se fazia sentir naquele dia. A normalidade foi algo que durante toda a vida inconscientemente ansiei, mas sempre recusei. Em criança ela espreitava-me durante a noite, olhando-me do lado de fora da janela. E eu, fingindo não a ver, fechava as cortinas...

Livre!

⊆ sábado, junho 03, 2006 por GNM | . | ˜ 35 comentários »

Livre!
Sou o último homem livre.
Foi com as minhas próprias mãos,
Com o meu próprio sangue,
Que dobrei as grades que me mantinham cativo.
Sou livre porque me reinventei,
E estou vivo.
Oh! Como estou vivo esta noite…
Mais vivo que a própria vida!
Bem louco aquele que ainda fica vivo.
Eu sou esse louco
Que voa cada dia mais alto
Em busca do infinito,
E de um pouco mais,
Que o infinito não me basta...
E vejo o mundo tão pequeno lá em
Baixo…
Onde não se voa
Somente se rasteja.
Seis biliões de rastejantes!
E para quê?
Nada!
Nada em 6 biliões de vezes.

Um pouco de loucura.
Como sabe bem um pouco de loucura.
Mas já não existe substância nos homens…
Os homens estão ocos!
Tão ocos que já não sabem ser loucos,
Quando ser louco é só ser humano.

Onde termina a razão começa o Homem.


E a vida dos homens é um relógio de corda.
Um longo tic-tac…
Com o paladar de uma sobremesa que já enjoaram.

A minha vida é uma tempestade.
E eu, um navegador que rema e avança,
Em busca de outros mundos que não os vossos…


35 respostas a Livre!

  1. lena Says:
    tu é o Poeta que admiro e gosto de ler

    voas bem alto com as tuas palavras, onde os teus versos se prendem à vida e sorriem

    escreves cada vez melhor Gonçalo

    beijinhos para ti e o meu abraço, meu querido amigo Poeta

    lena
  2. Cacau Says:
    Meu menino...a loucura essa chave que nos está dentro :) Que nos distingue, a quem assumimos verdade!

    Escreves o que sentes e isso...isso...arrebata :)

    Amanhã às 15h num palácio feito à nossa medida!!

    Beijo
  3. Carmem L Vilanova Says:
    Hoje passo para deixar-te muitos sorrisos para um fim de semana feliz!
    Beijos... muitos!
  4. Bia (min_lx) Says:
    :)
    é uma alegria só, perceber que há quem queira e teime em voar, em abandonar o rebanho ...
    voo contigo ...
    beijo e sorriso, sempre
  5. FLOR DE OLINDA Says:
    lINDO, LINDO, LINDO! PARABÉNS.
  6. Martuxa Says:
    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
  7. papu Says:
    e um dia a corda parte...
    e a vida vai pelo cano, sem graça, sem nada...

    para mim a pior loucura é esta que nos deixa doidos, esta loucura de andarmos sempre a correr para lado nenhum, esta loucura de não sabermos parar e apreciar o essencial da vida. Essa sim, mata-nos aos poucos. Mas a isso as pessoas não chamam loucura, a isso apelidam de normalidade.

    Como andamos trocados! ;)
  8. ≈♥ Nadir ♥≈ Says:
    Beijos e boa semana.
  9. digoeu Says:
    bonito este "grito de Ipiranga"!
    Obrigada pela visita e por gostares do textinho meu!
    ;)
    boa semana!
    ;)
  10. Paula Raposo Says:
    Como sempre uma maravilha qualquer palavra que escrevas...Beijos.
  11. Martuxa Says:
    Hmmmmmmmm
    Tantas palavras e nenhuma me saí...
    O resto...
    Sorrisos
  12. Maggie Says:
    Que força se solta nessa liberdade que sentes e que deixas fluir em ti. Lindo... Beijo na alma.
  13. y_lune Says:
    Percorres o espaço que vai entre o 'viver' e o 'respirar'!!

    Verdade, sem 'respirar' ñ se sonha, ñ se aspira, ñ se voa!!
    É-se eternamente prisioneiro das convenções sociais q só servem para coartar a criatividade q reside eternamente na alma.

    O corpo é a simples paisagem não o Mundo!!

    bjs
  14. Insolente Says:
    ora boas, ja ca nao vinha á uns tempos mas este papel continua recheado de optimas letras, boa sorte para o lançamento do livro espero k esteja repleto de gente... ora entao um grande bem haja
  15. Martuxa Says:
    Sabias que gosto mto de ti? E que tenho saudades? E que sinto a tua falta? Sabias? Sabias?
  16. Eli Says:
    Vejo nessa liberdade um pouco da tua alma, mesmo que não seja aquela parte que brilha mais.

    Existem dias em que somos mais sensíveis e outros em que somos mais frios... e outroa em que nem nos lembramos... mas, vivemos sempre com alguém. Tu vives contigo, mesmo que às vezes te pareça pouco, mas acredito que não.

    O desenho está mais perto de ti do que alguma vez imaginaste, pois não desenhando rosto, tacei linhas infinitas do carinho que nos une.

    Beijo-te com uma delicadeza azul.

    :)
  17. dreams Says:
    apesar da tempestade, se sorrires sempre, encontrarás outros mundos de certeza...

    quem sabe, não nos encontaremos num deles...

    um beijo doce *
    “·.¸Dreams¸.·”
  18. Pink Says:
    Grito de liberdade, de libertação suprema de alguém que voa bem alto e consegue distanciamento do mundo comezinho.
    Gostei especialmente dos versos: "Eu sou esse louco/Que voa cada dia mais alto/Em busca do infinito,/E de um pouco mais,/Que o infinito não me basta..."

    Um beijo
  19. Isabel José António Says:
    Caro Amigo Gonçalo,

    O desejo de elevação ao Infinito e para além dele mesmo, é a ideia base do seu belíssimo poema.

    O não se conformar com a mediocridade (ou "carneirada" - peço desculpa pelo termo) é um belo impulso que, certamente, vem do mais profunda parte de si mesmo..

    Voa por sobre o eneorme sofrimento
    Pois ninguém é ignorante por querer
    Desviam-nos a tenção a todo o momento
    Já nem sabem o que quererão SER

    Elevar-nos para além desta rede
    De malha apertada que nos quer pescar
    É direito de cidadania que não cede
    Perante esta outra sede de amar

    E se pudermos trazer apenas um amigo
    Se conseguirmos que oiçam nossa voz
    Dois não são um e também te digo
    Somos dois a enfrentar essa dor atroz

    Muitos parabéns

    Um abraço

    José António
  20. {-Sutra-} Says:
    As minhas palavras ficam assim presas na garganta -ou ponta dos dedos - sem sair. Porque fico sem fala quando te leio...

    Bj doce
  21. agua_quente Says:
    O teu texto é um grito de rebeldia, uma afirmação de diferença. Podes ter a certeza que "ser louco é só ser humano".
    Beijos
  22. alice Says:
    querido gonçalo,

    o calor faz-te bem, amigo

    escreves de melhor para melhor

    fico sempre sorridente ao ler-te

    um grande beijinho

    alice
  23. Å®t_Øf_£övë Says:
    GNM,
    Como sempre gostei de ler a força das tuas palavras.
    Um "homem" para ser livre tem que seguir os seus ideais e os seus princípios. Só assim se pode sentir completamente livre, e bem consigo mesmo para conseguir voar bem alto. Infelizmente nos dias que correm é cada vez mais dificil encontrar "homens" verdadeiramente livres...
    Abraço
  24. Cláudia Says:
    E se ser humano é ser louco, eu quero ser louca, experimentar essa essência, beber dela. Tão somente isto, tão somente ser humano... Gostei muito. Beijos!
  25. lazuli Says:
    Gonçalo, apenas a palavra repetida de eterna admiração por ti
  26. Carla Says:
    "quando alguem nasce...nasce selvagem,não é de ninguem! "
  27. Natalie Afonseca Says:
    E é sermos livres e gritar ao mundo o que nos vai na alma! :)
    Amei!
    Beijosssssss
    :)))
  28. Martuxa Says:
    Não mata mas mói...
  29. Kalinka Says:
    OLÁ GONÇALO
    Bem, é uma delícia ler-te...
    Homem livre...eu sou esse louco...que voa cada dia mais alto!
    Nem sei que dizer...
    Tens muito talento, um dom que nasceu contigo, e tu vais aproveitá-lo e explorá-lo como deve ser...deitando cá para fora, tudo o que te vai na alma, para que nós nos possamos conhecer, nem que seja só de forma virtual.
    A música de Bjork acompanha muito bem. Óptima escolha. Parabéns.
    Beijokas.
  30. gato_escaldado Says:
    um belo poema! parabéns. gostei muito de ler...

    abraços
  31. Rui Says:
    Em busca de mim.
  32. BlueShell Says:
    ...e sabes que é muito bom ler-te?

    Passo em silêncio…preciso recolhimento
    BShell
    ::::::::)(::::::::)(:::::::
  33. segurademim Says:
    ... óptimo poema! o mundo lá em baixo não voa...
    mas é bom saber que há quem levanta voo e continua a tentar... fazer a diferença

    abanar a paralizia, reduzir a monotonia

    (convidaste-me sim senhor! mas não devo ir, estou do outro lado do mundo... rsss - mais perto digo)

    beijo, bom fim-de-semana
  34. Anónimo Says:
    Best regards from NY! » »
  35. Anónimo Says:
    You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it » »

= Leave a Reply