Não sei o que queres dizer com glória, disse Alice.
Humpty-Dumpty sorriu, com desprezo. Claro que não, até que eu te diga. Quero dizer "aí tens um belo argumento que te arruma!"
Mas "glória" não significa um belo argumento que te arruma
, objectou Alice.
Quando eu uso uma palavra, disse Humpty-Dumpty, em tom de escárnio, ela significa o que eu decidir que significa, nem mais nem menos.
O problema é, disse Alice, se se pode obrigar as palavras a significar tantas coisas diferentes.
O problema é, disse Humpty-Dumpty, quem manda. Apenas isso.

Lewis Carroll, Alice no país das maravilhas




rascunhos
de
abordagens
(eventualmente)
literárias



GNM


Nasci muito perto do fim dos anos 70. O meu nascimento aconteceu às primeiras horas de um dia gelado de Dezembro, e, desde aí, jamais consegui libertar-me do frio que se fazia sentir naquele dia. A normalidade foi algo que durante toda a vida inconscientemente ansiei, mas sempre recusei. Em criança ela espreitava-me durante a noite, olhando-me do lado de fora da janela. E eu, fingindo não a ver, fechava as cortinas...

Amo-te todos os dias II (continuação)

⊆ segunda-feira, abril 17, 2006 por GNM | . | ˜ 33 comentários »

Eu quero olhar-te nos olhos,
E ouvir o silêncio dos teus segredos
E a valsa das tuas emoções,
E arrepiar-me quando juntas aos lábios
A garrafa de água que o frigorifico gelou,
E chamar-te vaidosa ao descobrir-te
Maravilhada com os encantos do espelho,
E sentir os olhos presos ao teu decote em V,
E olhar-te com um nervoso miudinho
Enquanto lês as folhas de papel que escrevinhei
Como se fosses um César que com um mero gesto
Pode despedaçar as minhas pretensões de escritor,
E sorrir ao ouvir-te insultar a balança,
E segredar-te ao ouvido que és lindíssima
E não apenas para te confortar
Mas porque és mesmo lindíssima,
E ver-te sorrir com os olhos,
E ouvir os quinhentos decibéis do teu riso
Quando gostas do vinho que bebes ao jantar,
E ser surpreendido pelas tuas vontades súbitas
De nos amarmos nas posições mais esquisitas
E nos sítios mais improváveis,
E estar sozinho em casa
Mas falar alto como se estivesses a ouvir-me,
E ouvir-te dizer que me queres fazer feliz
E dizer que adoro o teu bolo de canela
E tu dizes, rindo, que me contento com pouco,
E dizer-te que pouco mais preciso
Quando te tenho a meu lado para enfrentarmos
Juntos esta aventura de crescer e voar
A que chamam vida…


33 respostas a Amo-te todos os dias II (continuação)

  1. Eli Says:
    Já leste bem o que escreveste?! Já reparaste na obra que construiste com o teu eu sonhador e irrequieto com as palavras que acarinhas?!
    Alguém disse-me ontem que "amo-te" é a expressão portuguesa mais mentirosa que existe. Eu acredito que ainda haja quem se expresse assim quando o sente...
    Quero que sejas muito feliz... e já que não te vou guiar, dou-te uns empurrões que te rasgam sorrisos...

    :)
  2. jorgeferrorosa Says:
    Olhar... dizer o que ultrapassa o silêncio e o não dizer nada, apenas amor, mas o amor é um segredo, que por vezes arrepia, mete medo! Que arrepio... que tristeza quando olhoeste mundo e apenas sinto mentira e o que ecreves parece-m um sonho, como naquele dia em que sonhei com a mulher bonita e depois... nada! Chama-lhe nomes, chama-lhe situações, chama-se apenas palavras porque a balança não equilibra, jamais! Desedaças tudo e tudo te despedaça, entre sons que não posso ouvir. Tudo tão lindo tudo tão esquisito, tudo de um jeito que não entendo. Mas... a vida é assim. Abraço. Belo o teu poema.
  3. Alexandra Says:
    ..."que tristeza quando olho este mundo e apenas sinto mentira e o que ecreves parece-m um sonho..." uso as palavras da pessoa que comentou antes de mim, pq esta é tb a minha forma de sentir.

    O que escreves faz sonhar! E, sonhar é viver!

    Obrigado pela partilha do teu poema, mais uma vez lindíssimo.

    `Deixo-te um sorriso :)

    PS: Não sou prof e os erros estão desculpadíiiiiiiiiiissimos. Quem não os dá a estas horas da manhã? :))
  4. Bia (min_lx) Says:
    Estou assim a modos que a sonhar, e flutuar e a viver, bolas que talentosa maneira de descrever os pequenos "nadas", do dia a dia, os pormenoes deliciosos, que nos escapam e aos quais damos tão pouco valor, desejo-te esse amor de todos os dias, para toda a tua vida. Sensibilizaste-me demais.
    Obrigada, e beijokinhas da Bia
  5. nana Says:
    muito bonito!
    ;)
  6. Pluma(princesavirtual) Says:
    Que poema tão doce e bonito. Estou cheia de trabalho e com pouco tempo para as minhas visitas. Mas é sempre um prazer vir aqui. beijos (recatados) da Princesa
  7. Kita Says:
    Consegues sempre surpreender-me com as tuas palavras simples... e tão lindas!! Será que há uma parte III????? Adorei... beijinho.
  8. Paula Raposo Says:
    Não sei comentar...deixo o meu sorriso em troca do teu! Beijos.
  9. ≈♥ Nadir ♥≈ Says:
    Isto é amor... :)
    Bjx e boa semana
  10. Joaninha Says:
    Como é tão simples amar!
    Como é tão belo sentir
    dentro de nós a pulsar,
    sem necessitar de mentir...
    o que é a beleza do Amor.
    E sem lápis de colorir,
    nem perfume de flor...
    Apenas Amar, Amar…
    Sem palavras eloquentes,
    apenas gestos carinhosos,
    cheios de momentos diferentes
    e com carinho a sorrir,
    de olhos nos olhos e boca na boca,
    repetir, repetir, repetir…
    que esses olhos brilhantes,
    são tudo o que se pode amar…
    são sonhos reais,
    são corpos unidos,
    numa encruzilhada
    onde em beijos perdidos
    e em suspiros e ais…
    repetes, sem conta que estás a amar…
    18.04.06

    Adorei o II Poema! As palavras que escrevi, dedico-tas, alma delicada como uma pluma. Beijinhos
  11. Rui Says:
    Uma aventura que merece sempre ser celebrada. E tu sabes bem fazê-lo.
  12. FataMorgana Says:
    Que conforto imenso me enche o coração ao ler estes dois "Amo-te Todos Os Dias"! São poemas de amor verdadeiro, reconheço muitos dos "sinais" e... é tão bom, pois é? :)
    Um beijo e parabéns.
  13. a.s. Says:
    querido gonçalo,

    é sempre bom vir ao teu cantinho, sabes...

    pela simplicidade, pela doçura, pela entrega, pela honestidade, pelo teu coração aberto e limpo...

    um grande beijinho,

    bem hajas

    alice
  14. LagriSangMort Says:
    o Amor é sem dúvida o melhor antídoto para a vida..e essas pequenas coisas a essência que o compoem:)
    *
  15. inimaginavel Says:
    O amor pode ser tão simples... como um bolo de canela :)
    Adorei
  16. Martuxa Says:
    Tmb te amo tds os dias =)
    Tu percebeste, eu sei k sim, meu lindo de kem tt gosto
    Beijos doxes já k andamos tão lamexas =P
    GMDT
  17. {-Sutra-} Says:
    Também gosto de bolo de canela :-)

    Adoro essa expressão de amor e paixão :-)

    Beijo doce
  18. agua_quente Says:
    Muito, muito bonito, Gonçalo! Sei que "bonito" parece pobre perante o que escreveste. Apanhaste as "pequenas coisas" do grande amor. De uma forma exemplar.
    Beijos
  19. poemar Says:
    O modo como acabas o teu poema indica que és uma pessoa que dá primazia ao que é essencial na vida. è um abela maneira de acabar um poema. Assim fossemos todos e o mundo seria muito melhor. Tudo de bom.
  20. greentea Says:
    e bolo de canela também é uma forma de amor para quem o souber fazer...
    e a Sapa fechada e não há tarte de maçã e canela
    beijinhos
  21. Andrye Says:
    Como deve ser bom ser amada desse jeito..sem ser uma ilusao.. lindo,adorei.. um beijo e um sorriso.bom fim de semana.
  22. Martuxa Says:
    Psst meu lindo...
    Tou xeia de saudades sabias? Gosto tt de ti =)
    Beijos fofos =D
  23. catarinia Says:
    Hoje é a minha vez de passar por cá e deixar um sorriso!
  24. Friedrich Says:
    Os dez blogues eleitos desta semana, depois de uma selecção criteriosa, mas isenta, no meu BLOGS OF NOTE
    Uma nova maneira que encontrei de divulgar os blogues com interesses literários e poéticos, e alguns de cariz meramente gráficos, mas nunca sem me afastar da linha de rigor da palavra escrita.
    Os meus mais sinceros parabéns.
    Muito em particular dedico esta música à detentora do "link"...

    Abraços, continua assim que vais no bom caminho... Escrever liberta-nos o stress do quotidiano!

    http://ababushka.blogs.sapo.pt/blogten.html
  25. aflores Says:
    Todos os dias...todas as horas...minuto a minuto.
  26. Carlos Morais Says:
    Gostei do que tenho lido... poesia, paixão, entrega... coerência... verdade...
  27. Miss X Says:
    Se esse bolo de canela faz parte do teu quotidiano saboreia-o...
  28. A Cor do Mar Says:
    Embarco nas tuas viagens
    Sinto o morno da chama quente
    Que mesmo triste a a findar
    Aquece o distante em minha mente

    Deixo-te um beijo do tamanho da "nossa liberdade de hoje"
  29. Å®t_Øf_£övë Says:
    GNM,
    Bonitas estas palavras. Cheias de sentimento, que para mim é amor. Quem já não sentiu determinadas sensações que tu aqui pões e bem em palavras, porque estava apaixonado?
    Abraço.
  30. Anónimo Says:
    This is very interesting site...
    » »
  31. Anónimo Says:
    Excellent, love it! »
  32. Anónimo Says:
    best regards, nice info mesotherapy for fat loss kaz personal humidifier Site www.computing.net cpus Paxil lunesta Diet pill nv wheelchair ramps hawaii e commerce merchant account
  33. Anónimo Says:
    Where did you find it? Interesting read 2006 nissan pathfinder bumper guard Information about the author rose e. sabin Thc protonix false positive Gripen saab mutual funds kia sorento diamond engagement rings What blood pressure medicines are available

= Leave a Reply