Não sei o que queres dizer com glória, disse Alice.
Humpty-Dumpty sorriu, com desprezo. Claro que não, até que eu te diga. Quero dizer "aí tens um belo argumento que te arruma!"
Mas "glória" não significa um belo argumento que te arruma
, objectou Alice.
Quando eu uso uma palavra, disse Humpty-Dumpty, em tom de escárnio, ela significa o que eu decidir que significa, nem mais nem menos.
O problema é, disse Alice, se se pode obrigar as palavras a significar tantas coisas diferentes.
O problema é, disse Humpty-Dumpty, quem manda. Apenas isso.

Lewis Carroll, Alice no país das maravilhas




rascunhos
de
abordagens
(eventualmente)
literárias



GNM


Nasci muito perto do fim dos anos 70. O meu nascimento aconteceu às primeiras horas de um dia gelado de Dezembro, e, desde aí, jamais consegui libertar-me do frio que se fazia sentir naquele dia. A normalidade foi algo que durante toda a vida inconscientemente ansiei, mas sempre recusei. Em criança ela espreitava-me durante a noite, olhando-me do lado de fora da janela. E eu, fingindo não a ver, fechava as cortinas...

Fragmentos do incêndio

⊆ terça-feira, dezembro 13, 2005 por GNM | . | ˜ 35 comentários »

Hoje amanheci pouco depois das oito horas,
É a manhã inaugural da minha segunda vida.
Sorri, estava esquecido do sabor das auroras,
Fui o amante secreto da noite enlouquecida.

Estóico, levantei-me e vesti-me rapidamente,
Com minúcia, retirei as etiquetas da roupa nova
Que ofereci, ontem, a mim próprio de presente,
Sabendo que a auto estima precisava de prova.

Onde estará o menino inocente de cabelo louro…
Sem aviso prévio, sumiu-se sem deixar rasto,
Ao perceber que a vida não era o tal tesouro,
Mas antes um mero acaso, absurdo e nefasto.

O sentido foi desfalecendo a pouco e pouco,
Aventurei-me em mil e uma migrações lendárias,
A medo, olhei-me de lado. Encontrei-me louco,
Dançando a valsa agridoce das almas solitárias.

Sonhos caíram mortos. Metralhados no peito.
Horizontes foram estilhaçados como porcelana.
Abro todas as janelas, encosto-me ao parapeito,
Devolvo ar fresco a esta vida mais que profana.

Queria encontrar-te. Antes fui encontrado por ti,
Espreitavas-me no teu silêncio desde Domingo,
E eu, com a cegueira de quem procura, não te vi,
Escrevi que me vingaria… é agora que me vingo.

Hesitei. Sim, é verdade. Não tenho medo de nada.
Mas qual o louco que no meu lugar não hesitaria?
Histórias doces de descoberta da alma encantada
Só em filmes americanos ou ensaios de poesia.

Mas não vou pensar mais. Basta! Agora vou viver!
O sábio, o verdadeiro sábio, foi o Alberto Caeiro,
Que olhou a mundo à sua volta com olhos de ver.
Também eu quero olhar assim o mundo inteiro!

Viver, apenas. Os nossos destinos estão traçados:
Hospedes cadavéricos de uma morgue citadina,
Ao som do tinir metálico dos bisturis esterilizados
Misturado com o riso dos estudantes de medicina.


35 respostas a Fragmentos do incêndio

  1. Aromas Do Mar Says:
    Que vivas essa segunda vida em pleno, são os meus desejos. Porque plena de emoções fiquei eu ao ler-te.

    Beijo da Lina/MAr Revolto
  2. Clitie Says:
    Olhar o mundo com olhos de criança, assim foi Caeiro e nós? Seremos capazes?

    Bjk
  3. Martuxa Says:
    ...
    Hoje amanheci pouco depois das oito horas,
    É a manhã inaugural da minha segunda vida.
    Sorri, estava esquecido do sabor das auroras,
    Fui o amante secreto da noite enlouquecida.
    ...

    Sorri, sonha, tenta, vive... Está lindo!! =D
    Vive smp, sorri smp!!!
    GMDT
    Sorrisos, beijinhos, arco-íris e flores
    =P

    ...
    Mas não vou pensar mais. Basta! Agora vou viver!
    O sábio, o verdadeiro sábio, foi o Alberto Caeiro,
    Que olhou o que o rodeava com olhos de ver,
    Também eu quero olhar assim o mundo inteiro.
    ...
  4. Malae Says:
    Viver uma segunda vida sempre! Porque merecemos uma segunda oportunidade! E porque assim teremos força para perseguir os nossos sonhos!

    Como é bom ler-te!

    Beijinhos grandes,
    Malae***********
  5. Leonoretta Says:
    o destino tira-me o sono. ainda nao percebi a razao da sua existencia se e que existe, ainda nao percebi porque nao existiria se nao existisse. nao ligues. e assim que ele me deixa.

    abraço da leonor
  6. TMara Says:
    então fazes anos hoje. ou faz hoje anos k nasceste. tem um muito bom Renascimento e umbom novo ano, ou nova 2ª vida como a designaste. bj de luz e paz
  7. Cláudio B. Carlos (CC) Says:
    Olá poeta!

    Abraços do CC.
  8. ≈♥ Nadir ♥≈ Says:
    Adorei ler-te, cada vez apetece mais passar por aki e mergulhar em tão belas e sábias palavras.
    Bjx
  9. Pau de Fósforo Says:
    SOBERBO!!!!
  10. Paula Raposo Says:
    Quanto te leio tenho assim uma espécie de arrepio...gosto sempre imenso. Obrigada pelas tuas palavras no meu 'doçura'!! Beijos para ti.
  11. nana Says:
    Parabéns,e que te assente bem a roupinha!!
    ;)
    a musiquinha é das minhas favoritas!!
    ;)
  12. António Says:
    Mas que grande qualidade tem os teus poemas!
    Este, particularmente, achei-o fantástico.
    E como tu sabes fazer poesia que não maça, que é compreensível, que dá gosto ler (mesmo para quem, como eu, não sou grande apreciador de poemas).
    Vais longe, rapaz, vais longe!
    Já to disse várias vezes.
    Desculpa ser repetitivo, mas não resisto...

    Abraço
  13. KIM PRISU Says:
    Bom dia, eu gostei de passear por estas palavras, é pena não aver imagens
  14. nina Says:
    que vivas essa tua vida plenamente
    Gonçalo!
    um abraço cheio de carinho.
  15. maat Says:
    que belíssimo presente que te deste,este poema tão especial.
    Gostei imenso!
    Parabéns duas vezes,poeta!


    ***
  16. Marisela Says:
    Ainda estou sobre o efeito da anestesia... fantástico...
    não tenho palavras, porque elas não são nada perto do que escreveste é que nem concentrar me consigo... profundamente numa segunda vida!
  17. Aran Says:
    "histórias encantadas"... existem e não existem... a realidade pode ou não estar lá... depende da forma como se olha o mundo... mas "não mates a inocente criança"... ;) Gostei, beijinhos
  18. pluma(princesavirtual) Says:
    Ena Parabéns GNM por teres sido «encontrado» ;) Um poema lindissimo... beijos :D
  19. Velasquez Says:
    Excelente poesia;)

    Um abraço. Vou passar depois para ler mais atentamente;)

    abraço

    albertovelasquez.blogspot.com
  20. Claudia Perotti Says:
    Querido poeta,

    Primeiro, desejo-te oq o Universo tem de melhor.
    Segundo, viva! Viva intensamente teus sonhos e anseios.

    Continue a sorrir ... sempre!

    Beijos!
  21. lena Says:
    mais um excelente poema, que me faz saborear com prazer cada verso

    sorri e vivi sonhos, nestas palavras que soltas

    beijinhos meus

    lena
  22. luisa Says:
    Amigo, "escuta" estas palavrinhas do TORGA e nunca desistas de SONHAR! Sonhar com a certeza de que todo o Sonho pode ser alicerce de construção.

    Confiança

    O que é bonito neste mundo, e anima,
    É ver que na vindima
    De cada sonho
    Fica a cepa a sonhar outra aventura...
    E que a doçura que se não prova
    Se transfigura
    Numa doçura
    Muito mais pura
    E muito mais nova...
    Miguel Torga
  23. Neith Says:
    Senti-me tão pequenina ao ler este teu post...ler-te é sempre um enorme prazer :) Um beijo
  24. Natalie Afonseca Says:
    Uau!!
    Sorri sempre e deixa que as horas te dêm a conhecer o verdadeiro sabor da vida!! Aproveita!!
    Fica bem!!
    Adorei!
    Beijinhos :D
  25. simplesmente...mais eu Says:
    Caro Senhor
    Venho por meio desta retribuir a sua visita e comentário (extremamente lisonjeiro diga-se) ao meu blog e ainda informar que a porra da "word verification" também me irrita mas tive que a por lá por causa de uns comments publicitários que me irritavam solenemente e anunciavam coisas que não interesam nem ao menino jesus quanto mais a mim.

    Sem mais de momento
    Subscrevo-me atenciosamente

    :-))))))
    Beijokas, hoje deu-me para isto que queres?!
  26. Betty Branco Martins Says:
    O teu texto está uma verdadeira dança entre o "cá" e o "olá" como eles adoram dançar!

    Está SUBLIME!!!

    QUERO DESEJAR

    UMAS FESTAS FELIZES

    COM MUITO AMOR, SAÚDE E MUITA PAZ

    Beijos c/amizade
  27. Samartaime Says:
    E como será possível resistir a estas esplanadas de Lisboa?
    Não me «lavam a alma», mas serenam-me a cabeça. O rio, principalmente o rio, com o mar ao fundo.
    Deste uma arrumação na casa ou perdi-me nas letras? rsrsrs

    Um abraço!
  28. Luís Monteiro da Cunha Says:
    Gostei de acompanhar-te neste amanhecer de saudade e constatação...
    apenas precisamos de... viver!

    Bom fim de semana

    Abraço
  29. yatashi Says:
    Magnifico.
    Sem palavras:)

    Beijinhos,
    Rose
  30. badger Says:
    «Viver apenas»!

    Assim sim! Belo
  31. Aran Says:
    Uhau! Este está forte! Mas adorei, beijinhos
  32. Mitsou Says:
    Pus a leitura em dia, encantada, claro, e escolhi este post para comentar. Porque sei do que falas. Porque sei que vale sempre a pena vestir uma vida nova :)

    Beijinho, amigo, e votos de Festas Felizes.
  33. Anónimo Says:
    Excellent, love it! should i do lasik Cellulite dieta e terapie oggi Gay pornstar search casio pda male hair loss hair loss remedies howtostophairlos Treat acne cysts Treatments for cystic acne Anal penetration huge cock dealer kia Dancing at the disco import body kits Paris hilton bashing nick carter Klonopin and valerian together Girls with big butts posing sister xanax cod no script is my girlfriend allergic to condoms flat screen Acne scars co2 laser resurfacing Buy link online.fiji.com xanax Slinky lingerie
  34. Anónimo Says:
    Best regards from NY! » »
  35. Anónimo Says:
    That's a great story. Waiting for more. here

= Leave a Reply