Não sei o que queres dizer com glória, disse Alice.
Humpty-Dumpty sorriu, com desprezo. Claro que não, até que eu te diga. Quero dizer "aí tens um belo argumento que te arruma!"
Mas "glória" não significa um belo argumento que te arruma
, objectou Alice.
Quando eu uso uma palavra, disse Humpty-Dumpty, em tom de escárnio, ela significa o que eu decidir que significa, nem mais nem menos.
O problema é, disse Alice, se se pode obrigar as palavras a significar tantas coisas diferentes.
O problema é, disse Humpty-Dumpty, quem manda. Apenas isso.

Lewis Carroll, Alice no país das maravilhas




rascunhos
de
abordagens
(eventualmente)
literárias



GNM


Nasci muito perto do fim dos anos 70. O meu nascimento aconteceu às primeiras horas de um dia gelado de Dezembro, e, desde aí, jamais consegui libertar-me do frio que se fazia sentir naquele dia. A normalidade foi algo que durante toda a vida inconscientemente ansiei, mas sempre recusei. Em criança ela espreitava-me durante a noite, olhando-me do lado de fora da janela. E eu, fingindo não a ver, fechava as cortinas...

O sopro do (uni)verso

⊆ terça-feira, novembro 08, 2005 por GNM | ˜ 40 comentários »

Aconselham-me, com propriedade, a laquear o coração:
“Os tempos não estão dados a lirismo e poesia”,
Dizem-me com conhecimento proverbial de ancião,
Homens cavos de braços cruzados e alma vazia.

Mas não resisto a escorregar no declive da ilusão!
Talvez por culpa destes dias chuvosos de melancolia,
Que, invariavelmente, me amputam a razão,
Levando-me a ignorar anciães de sabedoria.

Sou um homem vulgar, igual a muitos desta terra,
Almofariz de filósofos, génios, santos, professores...
Mas, por algum motivo, esta minha alma encerra
Uma sede interminável de escrever amores e dores.

Ora então perdoem, caros detentores da verdade,
Os meus ouvidos surdos à vossa voz profetizada,
Mas prefiro esculpir em "vãs palavras" a liberdade,
Que alojar em mim a vossa sabedoria empedrada.


40 respostas a O sopro do (uni)verso

  1. Neith Says:
    Profundo este teu texto...palavras com sentido que fazem todo o sentido! Um beijo enorme :)
  2. Carmem L Vilanova Says:
    Discordo de quem diz que “Os tempos não estão dados a lirismo e poesia”... há sempre tempo para a poesia, as expressoes de carinho e lirismo...
    Beijos e sorrisos para uma semana bem feliz!
  3. lazuli Says:
    Digo um lugar comum, gostei MUITO deste poema. Contra os corações empedrados, a tua alma rema ao ritmo duma liberdade que não pode ser castrada. Um sorriso para ti...
  4. Martuxa Says:
    Sou um homem vulgar, igual a muitos desta terra,
    Almofariz de filósofos, génios, santos e professores,
    Mas, por algum motivo, a minha alma encerra
    Uma sede interminável de escrever amores e dores.

    Inda bem k assim és para nós te lermos ;)
    Mto filosófico hj....
    E ñ ligues a kem diz k :“Os tempos não estão dados a lirismo e poesia”...

    Ficam os sorrisos e os beijinhos para ti. Ficam também um sol, um arco-iris e uma flor, para te iluminar e te alegrar.
    =D
  5. I Says:
    "Sou um homem vulgar, igual a muitos desta terra,"...não és não! As pessoas vulgares não escrevem assim.
  6. Vagabundo Says:
    Então meu amigo, por onde andas? Perdeste-te na imensidão dessas palavras?

    Abraço Vagabundo
  7. luisa Says:
    Querido amigo,
    Sou desses velhos do Restelo que por vezes te zumbem aos ouvidos palavras ditas de "bom senso", mas nunca te aconselharia a "laquear o coração". Continua, POETA, estás a dar-lhe bem com o teclado! :)
    Mas, quero ver-te um causídico emérito logo, logo!
    Beijinhos.
  8. Menina Lua Says:
    Ainda bem que vc não ouve...linda poesia, gosto muito do q vc escreve!
  9. Marta Says:
    e como para mim as palavras jamais serão vãs, e como acredito que é sempre tempo de "transcrever" a nossa alma, venho a este cantinho...onde as palavras ganham forma, cores e nos recolhem a alma.
    bjs
  10. Nilson Barcelli Says:
    Continua, continua a escrever.
    Este poema é excelente e só é pena que não seja um soneto, porque o final é de mestre em poesia.
    Não é qualquer um que escreve
    « Mas prefiro esculpir em vãs palavras a liberdade,
    Que alojar em mim a vossa sabedoria empedrada. »

    Um abraço.
  11. um estranho Says:
    "Ora então perdoem, caros detentores da verdade,
    Os meus ouvidos surdos à vossa voz profetizada,
    Mas prefiro esculpir em vãs palavras a liberdade,
    Que alojar em mim a vossa sabedoria empedrada."

    Não é um homem vulgar quem escreve a alma a tinta.
    Mas o que escreve a giz,
    apaga, e não escuta o que lhe vai no coração.

    Encerrar no coração a alma da poesia? NUNCA.

    E de vulgar nao tens nada.
  12. Claudia Perotti Says:
    Meu querido,

    Este texto tocou-me inteiramente. Recuso-me laquear o coração!
    Sou deveras intensa!
    Beijos
  13. andrye Says:
    Deixo-te um beijo enorme e o desejo de uma optima semana!*****
  14. lena Says:
    escreves com um sabor a liberdade


    gostei muito do poema

    beijinhos

    lena
  15. Charlotte Says:
    Parabéns pelo poema e pelo seu conteudo!!!! Bravo!
    Beijinhos***
    Charlotte
  16. Quem sabe... Says:
    ***"Ora então perdoem, caros detentores da verdade,
    Os meus ouvidos surdos à vossa voz profetizada,
    Mas prefiro esculpir em vãs palavras a liberdade,
    Que alojar em mim a vossa sabedoria empedrada"***

    Perdoa a minha falta de criatividade e uasar as tuas palavras......mas as minhas escaparam já há mt tempo......e recusam-se a voltar para mim, ou pior.....gozam-me de forma descarada...

    Mas este tey excerto que "retirei" do restante texto, é um pouco como elas (as palavras) me costumavam deixar expressar o q me vinha na alma...mas abandonaram.me...:(

    Só te queria mesmo dizer, que gostei bastante...
    Que ......
    Que....

    Vês??

    :( Tou assim vazia "delas"....

    bjs salgados***
  17. Pluma(princesavirtual) Says:
    Adorei!!! e viva a liberdade de expressão, a liberdade de expressar, a liberdade de sonhar...
    VIVA!!VIVA!!! ;) :)

    beijos da Princesa

    Ps Os meus parabéns, vi que tiveste destaque nos media, por aquilo que aqui tenho lido foi merecido :)
  18. Cláudio B. Carlos (CC) Says:
    Não resista!
    Não desista!


    Viva a poesia!


    Vamos nós...


    Beijos do CC.
  19. Natalie Afonseca Says:
    Olá GNM!!
    Por favor, continua a preferir "esculpir em vãs palavras a liberdade,
    Que alojar em mim a vossa sabedoria empedrada."
    Magnífico!!

    Um beijinho com um sorriso!!
    :)
  20. Cadelinha Lésse Says:
    Olá!!!
    Sabes o que me apetece? "Roubar-te" versos para pôr no meu blog!!! Sei que isso não se faz, mas por vezes tenho essa vontade. Se não te importares, vou trannsformar em post o teu comment em jeito de poema (o da chuva). Pode ser? Deixas?

    Xis
  21. Marisela Says:
    Sorri e pensei "alguém sente como eu". Faz-te surdo para quem quer acabar com a sabedoria dos poetas e abre os olhos para quem saboreia a loucura comoprato preferido.
    Eu adorei...

    **
  22. Cadelinha Lésse Says:
    Olá, outra vez!
    A propósito do que disseste sobre os animais de circo, podes acompanhar a luta que tem vindo a ser travada pela associação Animal (http://www.animal.org.pt/). Se calhar, já sabes, mas, caso não conheças, aqui fica a informação. Se não me engano, é a única associação que se tem debruçado sobre o tema a sério! E eles trabalham muito e muito bem. Caso queiras mais informações, é só dizer. E, já agora, é claro que subscrevo inteiramente o que disseste!

    Xis
  23. amartejo Says:
    Que a sede de escrever nunca te abandone.
  24. amartejo Says:
    Esqueci-me de agradecer as tuas «visitas», que sempre me estimulam.
  25. BloodyMary Says:
    Que a melancolia te inspire muitas mais vezes e que ao escorregares caias de cabeça!

    ;)

    São sempre bons os momentos que me proporcionas ao ler as tuas palavras!

    Beijos e sorrisos**
  26. Samartaime Says:
    Olá amigo!

    Isto anda tão cheio que se tornou dificil conversar!

    Continuo a gostar cada vez mais e a esperar também cada vez mais!

    Um grande abraço!
  27. Vivis Says:
    Beijo grande para ti junot com um sorriso.

    Beijos
  28. Paula Raposo Says:
    Que tenhas sempre imensa sede de escrever, e que continues com a mesma beleza nas tuas palavras fortes e sensíveis, amargas ou doces, mas que escrevas!! Muitos beijos para ti
  29. Samartaime Says:
    Também te citei...
    Espero que o céu não me caia em cima! Vai lá ver que há livro de reclamações...
    Abraço
  30. Nilson Barcelli Says:
    Ora bolas, não escreveste mais nada...
    Bem, eu sei que o teu tempo escasseia, estás desculpado...
    Abraço.
  31. Flor de Olinda Says:
    EU TENHO UM SÉRIO PROBLEMA QUANDO LEIO SEUS TEXTOS: ELES SÃO TÃO COMPLETOS QUE NÃO SEI NEM O QUE COMENTAR. SÓ POSSO ELOGIAR!!!!!!
    PORÉM, TODOS NÓS SOMOS IGUAIS E DIFERENTES AO MESMO TEMPO.
    MUITO BONITO, ADOREI.
    BEIJO E BOM FINAL DE SEMANA.
  32. mfc Says:
    Escorregar pela ilusão sim, mas tendo a noção de que se está a ilusionar, e não a tomá-la como realidade!
  33. Betty Branco Martins Says:
    Sempre esculpindo palavras - para que os corações sintam - vibram - se emocionem - não! aos corações calcinados.

    Bom momento de poesia... para pensar.....

    Beijinhos
  34. Aromas Do Mar Says:
    Tu és um escultor de palavras, tens a sensibilidade na ponta dos dedos :)

    Beijoka da mar r evolto
  35. lualil Says:
    F A N T À S T I C O !
    prefiro o mundo do lirismo e da poesia!
    beijoss
  36. TMara Says:
    xôxo :)
  37. kathy Says:
    queria desejar os meus parabens pela divulgação do teu fantástico blog pelos media... é de facto um blog de poesia para quem gosta de poesia..
    ´Gostei muito deste poema... bastante profundo...
    continua a sorrir...
  38. Natalie Afonseca Says:
    Passei para te deixar um OLÁ sorridente!! :D

    ´Bjs
  39. Rosario Andrade Says:
    ... laquear o coração.
    Excelente!
    GNM, estas cada vez melhor!

    BOM FIM DE SEMANA!
    Abracicos!
  40. Gnose Says:
    Será bem maior o passo, do que o homem até á lua... será maior o passo que o conduzirá a alma sua... Aqui desenho um beijo em troca da poesia...

= Leave a Reply