Não sei o que queres dizer com glória, disse Alice.
Humpty-Dumpty sorriu, com desprezo. Claro que não, até que eu te diga. Quero dizer "aí tens um belo argumento que te arruma!"
Mas "glória" não significa um belo argumento que te arruma
, objectou Alice.
Quando eu uso uma palavra, disse Humpty-Dumpty, em tom de escárnio, ela significa o que eu decidir que significa, nem mais nem menos.
O problema é, disse Alice, se se pode obrigar as palavras a significar tantas coisas diferentes.
O problema é, disse Humpty-Dumpty, quem manda. Apenas isso.

Lewis Carroll, Alice no país das maravilhas




rascunhos
de
abordagens
(eventualmente)
literárias



GNM


Nasci muito perto do fim dos anos 70. O meu nascimento aconteceu às primeiras horas de um dia gelado de Dezembro, e, desde aí, jamais consegui libertar-me do frio que se fazia sentir naquele dia. A normalidade foi algo que durante toda a vida inconscientemente ansiei, mas sempre recusei. Em criança ela espreitava-me durante a noite, olhando-me do lado de fora da janela. E eu, fingindo não a ver, fechava as cortinas...

Viagens

⊆ sábado, novembro 05, 2005 por GNM | ˜ 42 comentários »

Esta noite não suporto a ideia de existir.
Vou sentar-me no negrume e fingir,
Que sou outro alguém, imaginário,
Diferente do vil morcego solitário.

Sou louco internado, fugitivo,
Condenado pelo crime de estar vivo,
Sei que nada fiz. Estou inocente!
O meu grave delito foi ser diferente.

Sou rei, ora benévolo ora cruel,
Vivo indeciso entre o mel e o fel,
Tenho o manto roto, anel esquecido,
A coroa ferrugenta, o ceptro partido.

Sou um mendigo sujo e escanzelado,
De semblante sonolento, desconsolado,
Sou sombra gelada na noite cerrada,
Vagueio pela rua em busca de nada.

Sou soldado bravo em missão de guerra,
Fui ferido, estou só, caído por terra,
De lábios rebentados e corpo a ferver,
Estou moribundo, prestes a morrer.

E viajo sem fim na escuridão deste quarto,
Fecho os olhos, bato as asas e parto,
Para lá do limite da minha imaginação,
Abraçando o zénite da infinita imensidão.


42 respostas a Viagens

  1. luisa Says:
    Que a solidão não seja nunca a incapacidade de ser solidário. :) Quanto a este estado de alma tão negro, também espero que seja apenas um fingimento poético, amigo!
  2. A.na Says:
    "Vagueio pela rua em busca de nada"

    ...Cheguei tão tarde,
    perdi tudo o que
    tinha a perder.
    Nada me resta mais...
    Esta noite...fiquei só!

    Somos tristes esta noite,extratristes...
  3. lena Says:
    há momentos que é bom fechar os olhos e partir para dentro do nosso imaginário e voarmos com os sentimentos e emoçõoes, envolvidas em sombras de uma noite, no silêncio de um quarto

    execelente poema e parabéns

    beijinhos meus

    lena
  4. Natalie Afonseca Says:
    Cada vez que visito o teu cantinho fico deslumbrada (sim! é mesmo isso) como que leio!
    Muito bonito esta tua noite!!
    Por vezes é mesmo isso (embora raramente): "Esta noite não suporto a ideia de existir".
    Em quase todas as outras noite "Fecho os olhos, bato as asas e parto,
    Para lá do limite da minha imaginação".....sou louca e adoro a VIDA!!!

    Um grande beijinho para ti!!
    :)
  5. Martuxa Says:
    Sou louco internado, fugitivo,
    Condenado pelo crime de estar vivo,
    Sei que nada fiz. Estou inocente!
    O meu grave delito foi ser diferente.

    E que mais haverá a acrescentar? Só sorrisos e beijinhos

    E viajo sem fim na escuridão deste quarto,
    Fecho os olhos, bato as asas e parto,
    Para lá do limite da minha imaginação,
    Abraçando o zénite da infinita imensidão.
  6. António Says:
    Um poema fora e acima da média!

    Abraço
  7. Luis Enrique Says:
    A poesia somos nós, abrindo nossa alma como um leque de cores vivas e sentidas. Muito sincero este teu novo poema. Gostei muito.
  8. soportas Says:
    Cada tolo com a sua mania.
    A minha mania é coleccionar portas.
    Já tenho algumas.
    Vai ver a
    soportas

    Se te dispuseres a isso, fotografa a tua porta e manda-a para portaseportas@hotmail.com
  9. fatima Says:
    Olá!
    A nostalgia que é o q nos leva ás vezes à nossa NOSTALGIA e a imaginação que nos faz vaguear é a imensidão de sonhos ou de algo q nos falta fazer,ou simplesmente a falta de um carinho de um abraço,todos nós temos esses pequenos bocadinhos até quem tem tudo,temos e sempre teremos esses momentos q faz parte de nós humanos,por isso quando essa porta está fechada em nós temos de fazer força e abrir outra p nos trazer os pensamentos positivos!
    um beijinho
    fatima
  10. nana Says:
    este é especialmente bonito!
    obrigada pelas visitas lá no blog!!
    ;)
  11. Cláudia Says:
    A sensação de solidão deve ser um sentimento terrível e doloroso. O ser humana foi criado para viver sempre em harmonia junto de outros seres. Um beijo. Gostei muito do post.
  12. Sparkling Says:
    Olá! Adorei visitar o teu blog vou voltar cá mais vezes!
    A solidão é bastante dificíl de suportar mas à momentos em que é preciosa.
    '' E viajo sem fim na escuridão deste quarto
    Fecho os olhos, bato as asas e parto''
    *^*^*^*^
  13. poemar Says:
    Subscrevo "Que a solidão não seja nunca a incapacidade de ser solidário" e que "seja apenas um fingimento poético,". E se não for, que passe depressa, pis nós vamos estando por aqui. Abraço.
  14. isa xana Says:
    «E viajo sem fim na escuridão deste quarto,
    Fecho os olhos, bato as asas e parto,»

    oh gostei tanto deste pedaço

    beijo
  15. Nina Says:
    Olha o céu...olha o mar e sente...sente apenas k n estás sózinho.

    Beijinho e Bom Domingo :)
  16. Luís Monteiro da Cunha Says:
    Bom de ler... e imaginar!
    Belo poema.
    Tudo de bom.
    Desejo um óptimo Domingo.
    Bufagato
  17. Maria do Céu Costa Says:
    Este poema leva-nos numa viagem de encontro a algo que já todos sentimos um pouco. Gostei. Beijinhos.
  18. Dru Says:
    Lindo....muito lindo mesmo! Fiquei sem palavras..
    Bjs**
  19. Claudia Perotti Says:
    Detesto quando me sinto assim. Dói!
    Bom domingo!
    beijos
  20. Erotika Says:
    o imaginário ajuda-nos a viver outra vida...
  21. Erotika Says:
    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
  22. mfc Says:
    Estar-se só é tremendo!
  23. ana Says:
    Olá:) parabéns pela homenagem, que foi BEM MERECIDA:) Fico feliz por ti.
    O último teu poema fez-me lembrar uma amiga que está assim como tu contas... não a conheces mas ela está tal e qual um morcego de costas viradas e sentado no canto da cama, e eu infelizmente não a posso ajudar (nem sei como).
    É bonita a maneira como expressas a natureza humana, deves conhecer-te mto bem a ti próprio;)
    Um abraço nórdico****:)
  24. Menina Lua Says:
    O delírio de um louco...e quem nunca enlouqueceu?
    O poeta é tudo e todos, todos os seres humanos em um úncio ser, todas as possibilidades de exercer a humanidade.
    Linda poesia!
    Tenha uma semana iluminada e cheia de momentos felizes!
  25. perola&granito Says:
    Quer surpreender alguem? Visite-nos, escolha, mande-nos um e-mail e... a pessoa que quer surpreender receberá na morada por si indicada o respectivo presente!
  26. Malae Says:
    E quem te lê compreende porque te homenageou o DN! Porque o escreves é incrivelmente belo!=)

    "E viajo sem fim na escuridão deste quarto,
    Fecho os olhos, bato as asas e parto,
    Para lá do limite da minha imaginação,
    Abraçando o zénite da infinita imensidão."

    Que bom seria que essas viagens durassem para sempre... assim as minhas asas nunca se fechariam!

    Beijinhos mt grandes.
    Malae************
  27. Aromas Do Mar Says:
    Esta noite venho cá deixar-te um beijo de luz :)

    mar revolto
  28. Kita Says:
    Um poema que, apesar de muito triste, acaba por ser muito belo!! Apesar de por vezes não se suportar a ideia de existir, devemos sempre voar para dentro de nós e encontrar a força para resistir à solidão... Parabéns por mais este rasgo de inspiração muito bem conseguido... espero que melhores noites virão, menos solitárias... Um beijito.
  29. TMara Says:
    rei de ceptro partido, k voa na imensidão do quarto ao encontro do infinito.Lindo. boa semana. Bjs de luz e paz :)
  30. Quem sabe... Says:
    "Vivo indeciso entre o mel e o fel"

    -Será que passa?
    Diz-me, preciso saber, pq tb ando assim.....diz-me se passa, por favor!! ... :(

    -Eu não me vou nunca render, sei q é passageiro, e não me vencerão!
    (Pelo menos nisto, no meu ser, no meu intimo, mas que tenho vivido entre estes 2 conceitos,sim.:( )
  31. albuquerque Says:
    "um dia rei, outro dia sem comer
    por vezes forte, coragem de leão,
    àsa vezes fraco, assim é o coração..."
    em
    Tudo o que eu te dou,de Abrunhosa
    ;)
  32. Rosario Andrade Says:
    Como sabes escrever a solidao, meu amigo! Espero que a semana te traga ventos de cores mais doces!

    Abracicos!
  33. gato_escaldado Says:
    imagens mto belas e intensas. no teu poema. gostei mto. abraços
  34. Anónimo Says:
    Minha culpa

    Sei lá! Sei lá! Eu sei lá bem
    Quem sou? Um fogo-fátuo, uma miragem...
    Sou um reflexo... um canto de paisagem
    Ou apenas cenário! Um vaivém

    Como a sorte: hoje aqui, depois além!
    Sei lá quem sou? Sei lá! Sou a roupagem
    De um doido que partiu numa romagem
    E nunca mais voltou! Eu sei lá quem!...

    Sou um verme que um dia quis ser astro...
    Uma estátua truncada de alabastro..
    Uma chaga sangrenta do Senhor...

    Sei lá quem sou?! Sei lá! Cumprindo os fados,
    Num mundo de maldades e pecados,
    Sou mais um mau, sou mais um pecador...

    Florbela Espanca

    CR
    aquele beijo
  35. aflores Says:
    Mas só por esta noite. Boa semana :)
  36. lualil Says:
    Posso dar-te a mão? foi o que me ocorreu neste momento...
    beijos
  37. Cláudio B. Carlos (CC) Says:
    Passando...
    Abraços do CC.
  38. Rui Says:
    Aos soldados desconhecidos.
  39. Flor de Olinda Says:
    Feche os olhos e imagina tudo de bom que existe a sua volta. Dependendo da sua forma de olhar, você vai descobrir coisas lindas!!!
    Eu estou ótima. Há tempos que não me sentia tão feliz.
    Obrigada pela lembrança.
  40. badger Says:
    Subtil...
    serno... Calmo!

    Nostálgico!

    BONITO... que mais dizer!?!
  41. Anónimo Says:
    Keep up the good work tennis string choice raleigh seo companies Paid placement program search engine total Continental hotels Irish national lotto Dimethicone skin reactions allergies quad seat covers buffalo coats Car alarm remote control programming Skinny nude teen sex ivan http://www.david-duval-pilates-photos.info/engine_expert_greece_optimization_search.html search engine marketing porto-novo Pay per click advertis Formal plus size maternity dresses What does paxil do for people Generic cialis price comparisons engine engine marketing search search strategy tip
  42. Anónimo Says:
    Best regards from NY! »

= Leave a Reply