Não sei o que queres dizer com glória, disse Alice.
Humpty-Dumpty sorriu, com desprezo. Claro que não, até que eu te diga. Quero dizer "aí tens um belo argumento que te arruma!"
Mas "glória" não significa um belo argumento que te arruma
, objectou Alice.
Quando eu uso uma palavra, disse Humpty-Dumpty, em tom de escárnio, ela significa o que eu decidir que significa, nem mais nem menos.
O problema é, disse Alice, se se pode obrigar as palavras a significar tantas coisas diferentes.
O problema é, disse Humpty-Dumpty, quem manda. Apenas isso.

Lewis Carroll, Alice no país das maravilhas




rascunhos
de
abordagens
(eventualmente)
literárias



GNM


Nasci muito perto do fim dos anos 70. O meu nascimento aconteceu às primeiras horas de um dia gelado de Dezembro, e, desde aí, jamais consegui libertar-me do frio que se fazia sentir naquele dia. A normalidade foi algo que durante toda a vida inconscientemente ansiei, mas sempre recusei. Em criança ela espreitava-me durante a noite, olhando-me do lado de fora da janela. E eu, fingindo não a ver, fechava as cortinas...

Route 66

⊆ segunda-feira, março 06, 2006 por GNM | . | ˜ 39 comentários »

Ignição. O súbito uivar do motor,
Nada. Apenas a certeza da incerteza,
Sempre tão certa como o desamor,
As pontas dos dedos denunciam o tremor,
O infinito binómio esperança e tristeza.

Saint Luis, no teu céu perde-se o arco,
Na garrafa vidrada deixo a minha mensagem,
Que navega o Mississipi como um barco,
E em busca do infinito eu sonho e parto.
E a garrafa navega para longe desta margem.

No Park-in Theatre foge-me a realidade,
Hoje, a solidão assola o Garden Motel,
As paredes, entranhadas de humidade,
Denunciam décadas de amor e saudade
Da fantasia deslocada dos corpos mel.

Bridgeport tem a magia da cidade perdida,
Ninguém! E se lá te encontrasse?
Na cidade abandonada e esquecida
Vivem séculos de memória e de vida,
Que ruiriam no momento em que te amasse.

No Texas fita-me o sol fervente,
Escorre-me pelo rosto o suor salgado,
O Cadillac Ranch está aqui, á minha frente,
A arte, sempre igual, é sempre diferente,
Glenrio tem a secura do sonho abandonado.

Novo México, a imensidão da recta sem fim,
Eu, o deserto, e os postes de electricidade,
Mergulho na solidão, esqueço-me de mim,
Olho o espelho retrovisor: Existo sim!
Fervilham os sorrisos de ansiedade.

Arizona, descubro empedrados arvoredos,
Flagstaff devolve-me a gente, a multidão,
No Grand Canyon o sol nasce entre os rochedos,
Será um sonho? Não há consciência nem medos,
O fim está para breve… Não… Agora não!

Na California pressinto o aroma de maresia,
Steinbeck chamou-lhe a «terra da morte»,
Mil e uma cidades abandonadas… fantasia,
Ensaio as primeiras linhas de poesia…
Continuo vivo. Será azar? Será sorte?

A Route 66 chegou ao fim. Está terminada…
Los Angeles espreita-me de relance, ansiosa,
Breverly Hills… atravesso a cidade plastificada,
Santa Monica, o Pacífico é a beira da estrada,
Resta-me a memória da viagem audaciosa…

É ter fome, é ter sede de infinito…


39 respostas a Route 66

  1. Neith Says:
    Costumo dizer que não basta o empenho, há que ter engenho também...a tua escrita é a prova disso... magnânima!! Um beijo enorme e votos de uma boa semana :)
  2. digoeu Says:
    inevitável seguir viagem, sempre...
    mesmo que tenhas de sair da 66 e procurar outras estradas!!
    ;)
  3. Martuxa Says:
    É ter fome é ter sede de infinito... É a busca incessante é a viagem da vida...
    Estarei aqui como companhia na viagem smp k kiseres =D
    Sorrisos com beijos
    GMDT
  4. catarinia Says:
    É condensar o mundo num só grito!
  5. ≈♥ Nadir ♥≈ Says:
    Caminhos que trilhamos, sem nunca esquecer aquele(a) que amamos...
    Bjx e boa semana
  6. Carmem L Vilanova Says:
    Querido amigo, estive meio ausente mas já estou voltando, pouco a pouco... Gostei de poder ler-te outra vez!
    Muitos beijos, flores e muitos sorrisos neste começo de nova semana!
  7. Paula Raposo Says:
    Sem palavras...
  8. Aran Says:
    Uahau!!! Está fantástico!!! E obrigada pela "boleia"!!!! Gostei do passeio!!!! ;) Um beijinho grande
  9. blue note Says:
    Viagem fantástica essa que fazes
    imagino-te o vento a bater-te na face
    no cadillac descapotável
    parando num motel de mobílias escanqueiradas
    a mulher que te acompanha
    abraça-te...

    Obrigada pela visita. Descobriste-me depressa...
    mudei?? sou a mesma... noutro lugar. saturaram-me o ar que respirava com visitas que não queria...

    Beijo grande para ti sempre
  10. greentea Says:
    que belo passeio! agora só te falta mesmo ir au Butão... mas podes ir lendo "O Reino do Dragão" da Isabel Allende e talvez lá encontres a menina dos teus olhos.
    beijos para ti.
  11. Eli Says:
    Cheguei!

    :)
  12. Rui Says:
    A Route 66... essa fazparte do meu imaginário, apesar de estar já muito descaracterizada.

    Um personagem meu fugiu para lá.
  13. Júlia Coutinho Says:
    Amigo poeta das palavras musicadas (como referiu o Fanha)...
    Adorei conhecer-te!
    Para além do mais, foste um excelente companheiro de mesa, apesar de apenas beberes água ...
    Mas eu bebi pelos dois.
    Beijinhos
  14. Aromas Do Mar Says:
    "É condensar o mundo num só grito..."

    O tempo é escasso para um mundo de coisas, e a blogosfera exige tempo e dedicação, dedicação essa, que de momento me está a ser impossível manter. Por tudo isso estarei ausente por uns tempos, talvez um dia eu volte..., quem sabe.
    Agradeço todos os momentos de companhia neste mundo e o carinho sempre demonstrado.
    A vida é sempre feita de opções!

    Um beijo da Lina/Mar Revolto
  15. Pilantra Says:
    Estou de volta e deixo-te um abraço amigo e sorridente!
  16. Luís Monteiro da Cunha Says:
    Adorei esta viagem pela América. Parabéns caro amigo, está bem construido, como é teu timbre... mas não só, canta aos ouvidos a harmonia das palavras, como eu gosto e dá gosto ler!

    Abraço
  17. singularidade Says:
    Olá:)) sentei me e viajei por momentos ao sabor das tuas palavras, que me levavam até ao infinito.

    Beijos meus para ti
  18. lique Says:
    Rasgar horizontes nessa viagem incrível. Tal como a tua poesia os rasga.
    Aprendi que ouvi-la é ainda melhor que lê-la. :)
    Beijos
  19. poemar Says:
    que rica viagem. tudo de bom
  20. Pau de Fósforo Says:
    Está feito e nãomexe mais.
    A viajem faz-se.... mas agora há uma condição.
    Este poema tem que ser pintado no carro!!!
    Tenho dito... oppps.... escrito!!!
  21. Claudia Perotti Says:
    Uia! Viajei nas tuas letrinhas e na canção que escolheste!
    Beijinhos, Gonçalo!
  22. Thiago Forrest Gump Says:
    Tenho sede do infinito!
  23. dreams Says:
    Parabéns Gonçalo... linda viagem...

    Prefiro a tristeza da partida a nunca ter-me deliciado num abraço apertado...
    Prefiro o amargo sabor do "não" a nunca ter tido coragem de sair da dúvida...
    Prefiro o eco ensurdecedor da saudade a nunca ter provado o impacto de um beijo forte e apaixonado...

    Prefiro a angústia do erro a nunca ter arriscado...
    Prefiro a decepção da ingratidão a nunca ter aberto meu coração...
    Prefiro o medo de não ter meu amor correspondido a nunca ter amado...

    Prefiro a certeza desesperadora da morte a nunca ter tido a audácia de viver com toda a minha alma, com todo o meu coração, com tudo o que me for possível...
    Enfim, prefiro a dor, mil vezes a dor, do que o nada...


    E já que a dor é o preço que se paga pela hipótese de existir, desejo que ouses, que pares de te defender o tempo todo e ames, dá o seu melhor, faz tudo o que estiver ao teu alcance, e quando achares que não dá mais, que não podes mais, respira fundo e começa tudo outra vez...

    Porque podes desistir de um caminho que não seja bom, mas nunca de caminhar...
    Podes desistir de uma maneira errada de agir, mas nunca de seres tu mesmo...
    Podes desistir de uma maneira errada de te relacionares, mas nunca de abrir o teu coração...

    um beijo doce *
    “·.¸Dreams¸.·”
  24. alice Says:
    boa tarde, gonçalo,
    vim beijar-te, sei que não chega, mas é tudo quanto posso dar-te,
    um beijinho,
    alice
  25. Cadelinha Lésse Says:
    Olá, miúdo!
    Sim, estou a ter excelentes noites... Quando a vida sorri, é isto!

    beijocas
  26. Rita e um sorriso Says:
    Ahhhh Gonçalo... Tu e o bom gosto na escolha da música...
    Lembras do que te disse ontem à noite? É das minhas preferidas!

    Quanto ao poema... E que tal uma paragem por Las Vegas? :)

    Um beijo Gonçalo !
  27. Marisela Says:
    é condensar um tesouro em palavras.

    ler assim... e não ler... é viver..

    beijinho
  28. Teresa David Says:
    Gosto de poesia daí tentar dizer algo para os outros nessa forma. Mas gosto mais de viver os sentidos, e sempre os vivi intensamente. A mistura dos nossos prazeres físicos e mentais são a plenitude. Experimenta. as gosto da tua escrita.
    Beijinhos
    Teresa David
  29. Joaninha Says:
    Com mais tempo comentarei teu belo escrito;
    Agora, sem mais tinta ou papel,
    sem horas para mais escrever...
    apenas direi que sou a isabel
    que da joana, poesia andas a ler...
    Boa noite e beijinho
  30. blue note Says:
    Bom Dia...

    Danço ao som da tua música...:)

    Um beijo
  31. menina graça Says:
    Estas são palavras que nos fazem viajar... literalmente! :) Gostei.
  32. Malae Says:
    Que a sede de infinito nunca acabe!É sinal que estás vivo, com a tua capacidade de sonhar intacta e a força para seguir o caminho mais presente do que nunca! Assim como nunca acabara o teu incirvel talento!

    A tua Carta é das coisas mais bonitas que li! :D

    E adorei a nova roupagem da tua casinha. Ainda mais recorrendo ao enorme Neruda!

    Deixo-te um beijo,
    Malae***************
  33. A.na Says:
    Poeta dos sorrisos
    sempre bonitos...
    meu gonçalo nuno querido.
    Deixo-te o meu Adeus e
    um forte abraço,cheio de
    esperança por ti.Continua sempre.

    ana.
  34. Martuxa Says:
    Tantas saudades meu lindo, tantas mas tantas... Cm eu goto de tu =D
    Beijos, sorrisos e uma flor
  35. GNM Says:
    Adeus?
    Porquê Adeus?
  36. Anónimo Says:
    Estarei sempre
    a olhar por ti
    meu doce amigo.
    Meu tão querido e doce
    poeta dos sorrisos magoados.
    Eu sei-te...não te esqueço.
    Meu Gonçalo Nuno.
  37. AMERS... Says:
    boa viagem...bjus
  38. pluma(princesavirtual) Says:
    Sting...adoro..sting :) um poema delicioso. Um beijinhos e bom fim de semana :D
  39. Luis Enrique Says:
    Esta belissíma a nova presentação do teu blog amigo poeta. Tenho um novo blog, este é URL: www.nonsensex.blogspot.com
    Esta vez com as cores do arco Iris ; )

= Leave a Reply