Não sei o que queres dizer com glória, disse Alice.
Humpty-Dumpty sorriu, com desprezo. Claro que não, até que eu te diga. Quero dizer "aí tens um belo argumento que te arruma!"
Mas "glória" não significa um belo argumento que te arruma
, objectou Alice.
Quando eu uso uma palavra, disse Humpty-Dumpty, em tom de escárnio, ela significa o que eu decidir que significa, nem mais nem menos.
O problema é, disse Alice, se se pode obrigar as palavras a significar tantas coisas diferentes.
O problema é, disse Humpty-Dumpty, quem manda. Apenas isso.

Lewis Carroll, Alice no país das maravilhas




rascunhos
de
abordagens
(eventualmente)
literárias



GNM


Nasci muito perto do fim dos anos 70. O meu nascimento aconteceu às primeiras horas de um dia gelado de Dezembro, e, desde aí, jamais consegui libertar-me do frio que se fazia sentir naquele dia. A normalidade foi algo que durante toda a vida inconscientemente ansiei, mas sempre recusei. Em criança ela espreitava-me durante a noite, olhando-me do lado de fora da janela. E eu, fingindo não a ver, fechava as cortinas...

Mundo

⊆ sábado, setembro 03, 2005 por GNM | ˜ 19 comentários »

Pouco importa que sejas esbelto e azul,
Se te manténs furioso e letal.
Pouco importam os teus hemisférios norte e sul,
Se a incerteza é igual.
Pouco importam todas as tuas verdades,
Se as transformas em segredos.
Pouco importam os nossos sonhos e vontades,
Se nos escapam entre os dedos.
Pouco importa para onde queremos ir,
Se somos mortais inocentes.
Saibamos pelo menos sorrir,
Sejamos desgraçados sorridentes.


19 respostas a Mundo

  1. Rosario Andrade Says:
    Ola!
    Gosto do teu blogue e da tua poesia! Vou começar a espreitar todos os dias...
    Abracicos!
  2. Rosario Andrade Says:
    Desgraçados sorridentes!!!!! :-) !!!!!
  3. Cadelinha Lésse Says:
    Olá!
    Obrigada pelo testemunho deixado em Vida de Cão! E, agora, ao abrir o teu blog, dei com uma das minhas canções favoritas. As coisas agradáveis estão sempre a acontecer. Afinal...
  4. Ninguém.Especial Says:
    Muito porreiros os teus poemas, blog.
    Gosto muito deste.
    "MUNDO"
    Fica bem meu
  5. lobices Says:
    ...venho agradecer e retribuir a tua amável visita...
    abraço
  6. Marta Says:
    Desgraçados sorridentes........ Neses mundo é mm o k somos!!!! Alguns desgraçados nem sorrir sabem.......
    Keep smilling..... Lol
    Fica bem
    Bjs pa ti
  7. OrCa Says:
    Há afinidades por aqui e pelo meu mundo.
    Retribuindo a visita, não deixo, também de retribuir a comentário: há mais mundos à face da terra do que aqueles que nos impingem. Tens tu por aqui um mundo consciente das sombras e ansioso pela luz, mas que não esqueces de viver até às fronteiras do impossível.
    É por aí que eu gosto de ir.
    Gostei, pois, de aqui ter vindo.
  8. Billy Says:
    O blog é agradável e recomenda-se.

    Num outro contexto, visitem

    www.billy-news.blogspot.com

    pode ser que encontrem algo que distraia...
  9. Marta Says:
    Ontem ñ deixei um poema deixo hj.... LOL

    Poema do silêncio

    Sim, foi por mim que gritei.
    Declamei,
    Atirei frases em volta.
    Cego de angústia e de revolta.

    Foi em meu nome que fiz,
    A carvão, a sangue, a giz,
    Sátiras e epigramas nas paredes
    Que não vi serem necessárias e vós vedes.

    Foi quando compreendi
    Que nada me dariam do infinito que pedi,
    -Que ergui mais alto o meu grito
    E pedi mais infinito!

    Eu, o meu eu rico de baixas e grandezas,
    Eis a razão das épi trági-cómicas empresas
    Que, sem rumo,
    Levantei com sarcasmo, sonho, fumo...

    O que buscava
    Era, como qualquer, ter o que desejava.
    Febres de Mais. ânsias de Altura e Abismo,
    Tinham raízes banalíssimas de egoísmo.

    Que só por me ser vedado
    Sair deste meu ser formal e condenado,
    Erigi contra os céus o meu imenso Engano
    De tentar o ultra-humano, eu que sou tão humano!

    Senhor meu Deus em que não creio!
    Nu a teus pés, abro o meu seio
    Procurei fugir de mim,
    Mas sei que sou meu exclusivo fim.

    Sofro, assim, pelo que sou,
    Sofro por este chão que aos pés se me pegou,
    Sofro por não poder fugir.
    Sofro por ter prazer em me acusar e me exibir!

    Senhor meu Deus em que não creio, porque és minha criação!
    (Deus, para mim, sou eu chegado à perfeição...)
    Senhor dá-me o poder de estar calado,
    Quieto, maniatado, iluminado.

    Se os gestos e as palavras que sonhei,
    Nunca os usei nem usarei,
    Se nada do que levo a efeito vale,
    Que eu me não mova! que eu não fale!

    Ah! também sei que, trabalhando só por mim,
    Era por um de nós. E assim,
    Neste meu vão assalto a nem sei que felicidade,
    Lutava um homem pela humanidade.

    Mas o meu sonho megalómano é maior
    Do que a própria imensa dor
    De compreender como é egoísta
    A minha máxima conquista...

    Senhor! que nunca mais meus versos ávidos e impuros
    Me rasguem! e meus lábios cerrarão como dois muros,
    E o meu Silêncio, como incenso, atingir-te-á,
    E sobre mim de novo descerá...

    Sim, descerá da tua mão compadecida,
    Meu Deus em que não creio! e porá fim à minha vida.
    E uma terra sem flor e uma pedra sem nome
    Saciarão a minha fome.

    José Régio

    Bjs
    Fika bem...... espero ñ ser mto xata..... LOL
  10. Cadelinha Lésse Says:
    Vi que me linkaste!

    Um xi

    (vou de férias, mas apanhas-me lá para o fim do mês)
  11. Anónimo Says:
    Já não tens razão de QUEIXA!...

    Lésse
  12. Claudia Perotti Says:
    Olá,

    Nem sei bem como cheguei por aqui, mas li muitos dos teus textos e amei. Em alguns encontrei-me, em outros, são sobre sensações, sentimentos e coisas que gostaria de escrever.

    Voltarei, tenha a certeza.

    Beijos
  13. Friedrich Says:
    isso do azul é comigo? Bem vê lá... Passa no meu Nietzsche que a história vai aquecer

    Beijos
  14. I Says:
    Cheguei ao teu blog através de um link no blog de...não sei já. Li o primeiro que é sempre o último e...li mais um e outro...Vou voltar para ler tudo. Gostei muito.
  15. heloisa Says:
    Grata pela Sua amavel visita a meu blogue!
    Vim AQUI encontrar *UM MUNDO*... para eu partir a descoberta!
    _Belissimos Poemas e, original introducao de SI PROPRIO!
    _ADOREI!
    Sou lenta no "retorno" (extra vontade!, mas... ele sera' CERTO, no que depender de mim!
    Renovo meus agradecimentos!
    Heloisa B.P.
    ****************
  16. cicutadoce Says:
    Obrigada pela visita. Gostei do que li. Beijo doce
  17. ridufa Says:
    Adorei a sensibilidade deste poema...
    No mundo azul em que vivemos e que nem sempre sabemos apreciar da melhor maneira, resta-nos sorrir e ver como tudo pode ser tão simples ;) Bjs
  18. Anónimo Says:
    Enjoyed a lot! http://www.1968-oldsmobile-442-for-sale.info/Comparison_venlafaxine_26_5_htp.html Sex teen fuck hard Forums tadalafil Stickley furniture in rockville md
  19. Anónimo Says:
    Very nice site! film editing schools

= Leave a Reply